O coprocessamento e a Witzler

by

O coprocessamento e a Witzler

by Victor

by Victor

O coprocessamento é uma alternativa sustentável na destinação de resíduos e contribui para que diversos materiais não sejam levados irregularmente para aterros.

O coprocessamento é a tecnologia de queima de resíduos em fornos de cimento que não gera novos resíduos. Ele gera maior economia de recursos naturais através do aproveitamento energético, como combustível ou como matéria-prima, impactando positivamente na conservação de recursos minerais e na redução do uso de combustíveis fósseis.

Além disso, ele é uma solução para resíduos contaminantes e perigosos. Veja quais resíduos podem ser coprocessados:  lama com alumina (alumínio), lamas siderúrgicas (ferro), areia de fundição (sílica), gesso, cinzas e escórias solventes, resíduos oleosos e resíduos têxteis, óleos usados (de carro e fábricas), pneus usados, resíduos de veículos, graxas, lamas de processos químicos etc.

O coprocessamento e a indústria do cimento

A indústria do cimento oferece o coprocessamento como técnica de gestão de grande variedade de resíduos em busca de diminuir os impactos ambientais de outros ramos industriais.

A produção do cimento é responsável pela emissão de gases poluentes e isso preocupa todos os âmbitos da sociedade. Atualmente, os produtores de cimento estão mobilizando-se com questões ambientais, em busca de reduzir os impactos dessas emissões.

A combustão é a parte principal do processo de fabricação de cimento. A queima vai ser responsável por transformar matérias-primas em clínquer. Os fornos de produção de clínquer podem ser utilizados para destinar uma grande variedade de resíduos. Contudo, essa atividade não pode causar impactos ambientais e nem afetar as condições de segurança, saúde pública e nem a qualidade do cimento.

O que é o coprocessamento?

Nas palavras do relatório “Panorama do coprocessamento no Brasil em 2017”:

É a tecnologia de queima de resíduos de outros ramos industriais em fornos de cimento que não gera novos resíduos e contribui para a preservação de recursos naturais, por substituir matérias primas e combustíveis tradicionais no processo de fabricação do cimento.

O coprocessamento e a Witzler

A correta destinação de resíduos é um dos principais desafios para o desenvolvimento sustentável das sociedades. Por isso, a Witzler acredita tanto nessa causa.

Com o coprocessamento, de janeiro a julho de 2019, a Witzler Recicla evitou que 13.680 kg de dióxido de carbono fossem emitidos e poluíssem a atmosfera.

Gestão transparente

Os resíduos destinados para coprocessamento são, em muitos casos, considerados perigosos pela NBR 10.004. Nosso trabalho é garantir que seus resíduos sejam destinados de maneira responsável e legal.

Sua empresa cumprindo as leis ambientais

A adoção de medidas e processos sustentáveis como este, é estimulada pela Política Nacional dos Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10). Além da alta eficiência de destruição, os resíduos deixam de ser aterrados e ainda são usados para gerar calor, diminuindo a utilização de combustíveis fósseis.

Nosso trabalho é garantir que seus resíduos sejam destinados de maneira responsável e legal, através da qualificação de fornecedores do processamento e monitoramento.

Quer saber mais sobre o assunto?  Fale com a gente

Com a Witzler, é simples ser sustentável!

*Unidade de tratamento de resíduos em Uberlândia – Rua João Ascindino da Costa 295 –  Telefone: (34) 3226 8772.

Facebook

Instagram

Top