3 motivos para realizar o coprocessamento

by Alana Gomes

3 motivos para realizar o coprocessamento

by Alana Gomes

by Alana Gomes

O termo “coprocessamento” é utilizado para dar nome à incineração de resíduos como matéria-prima ou como combustível no processo de fabricação do cimento. Resíduos de diversos segmentos, como o industrial, automotivo, agrícola, metalúrgico e têxtil são utilizados nesse processo.

3 motivos para realizar o coprocessamento de resíduos:

3 motivos para realizar o coprocessamento

1) Economia de recursos naturais e maior produtividade

O coprocessamento gera maior economia de recursos naturais. Isso acontece através do aproveitamento energético, como combustível ou como matéria-prima, de alguns tipos de resíduos e impacta positivamente na conservação de recursos minerais e na redução do uso de combustíveis fósseis.

Além disso, a economia no uso de recursos naturais é capaz de reduzir de forma significativa os custos de produção e, como consequência, aumentar os lucros e tornar a empresa mais competitiva. Nesse processo, é possível lucrar com resíduos que seriam descartados em aterros.

2) Solução definitiva para o descarte de resíduos

O coprocessamento é uma solução definitiva para a destinação de diferentes tipos de resíduos. Através dele, os resíduos são destruídos totalmente e você, gerador, não precisa mais monitorar seus rejeitos ou se preocupar com o armazenamento e destinação.

O coprocessamento é uma boa alternativa para materiais que não podem ser reciclados ou reaproveitados. Além disso, esse processo garante para o gerador que seus resíduos não sejam jogados em locais inadequados, como aterros e lixões, e não prejudiquem o meio ambiente.

É importante saber: o certificado de destruição total emitido por empresas especializadas em gestão ambiental quando o coprocessamento é realizado possui valor legal e pode servir como um atestado de regularização para sua empresa em relação à legislação ambiental.

3) Destinação segura para resíduos perigosos

Os resíduos perigosos são materiais que apresentam riscos à saúde pública e ao meio ambiente. Eles exigem tratamento e disposição especiais por conta de suas características, como por exemplo: inflamabilidade, corrosividade, reatividade, entre outras.

O descarte incorreto de resíduos perigosos é capaz de contaminar pessoas e coloca em risco o meio ambiente. Isso acontece porque grande parte desse tipo de lixo contém substâncias químicas perigosas e contaminantes.

Para a destinação final adequada desses materiais, uma série de especificações e rigorosas leis ambientais precisam ser seguidas. O coprocessamento é uma boa alternativa para a destinação segura de alguns tipos de resíduos perigosos. Através dele, os materiais são destruídos por completo e/ou incorporados como matéria-prima na fabricação do cimento.

Importante saber: No Brasil, a Legislação 264/99 do CONAMA não permite o coprocessamento de resíduos hospitalares, domésticos não tratados, radioativos, pesticidas, agrotóxicos e explosivos.

3 motivos para realizar o coprocessamento

A Witzler realiza o coprocessamento de diversos tipos de resíduos e pode ajudar o seu negócio a atuar de modo mais sustentável! Entre em contato e saiba mais!

*Unidade de tratamento de resíduos em Uberlândia – Rua João Ascindino da Costa 295 –  Telefone: (34) 3226 8772.

*Unidade de tratamento de resíduos em Bauru – Rua Iracema Cândida Posca 1-110, Distrito Industrial III – 17064864. – Telefone: (14) 3223-8722

Facebook

Instagram

 

 

 

Top