Aterro zero: O que é?

by Alana Gomes

Aterro zero: O que é?

by Alana Gomes

by Alana Gomes

O aterro zero é uma tendência mundial que contribui para que os resíduos sejam destinados de forma ambientalmente correta e não sejam mais levados para aterros.

O conceito de aterro zero propõe que nenhum recurso que possa ser reciclado ou reaproveitado seja encaminhado aos aterros.

O que são os aterros sanitários?

Os aterros sanitários são áreas que servem como depósito para resíduos sólidos. Como aponta o G1, há algumas especificações para que os aterros possam operar, como por exemplo: estar fora de áreas de influência direta em manancial de abastecimento público, distante 200 metros de rios, nascentes e demais corpos hídricos, a 1.500 metros de núcleos populacionais e 300 metros de residências isoladas.

Aterro zero

Os aterros também precisam de sistema de impermeabilização do solo, para que o líquido produzido pelos resíduos não contamine os lençóis freáticos. Além disso, é necessária a cobertura diária dos resíduos, projeção de vida útil superior a 15 anos, sistema de monitoramento de águas subterrâneas e tratamento de chorume.

Contudo, na maioria das vezes, mesmo com essas especificações, os aterros se tornam um grande problema ambiental.

De acordo com o G1, como aponta o estudo feito pela Abrelpe, Associação Brasileira das Empresas de Limpeza Pública, em Maio de 2017, o Brasil possuía 3 mil lixões ou aterros irregulares que impactavam a qualidade de vida de 77 milhões de brasileiros.

Um ano se passou e os aterros ainda causam muitos prejuízos à saúde das pessoas e ao meio ambiente.

Prejuízos dos aterros
  • A decomposição de matéria orgânica produz gases que possuem forte odor e alta inflamabilidade;
  • Poluição da água e dos lençóis freáticos;
  • Prejuízos para a fauna e flora;
  • Proliferação de animais e insetos responsáveis pela transmissão de doenças;
  • Desvalorização imobiliária nas proximidades do aterro;
  • Queda na qualidade de vida próxima ao aterro.

O aterro zero como possibilidade de mudança

Como enviar seus resíduos para aterros não é uma boa alternativa, as empresas buscam por outras possibilidades de destinação final e colocam em prática o aterro zero. Pelo aterro zero ser uma tendência mundial, muitas empresas adotam essa prática para diminuírem o impacto que causam no meio ambiente.

Conheça algumas dessas possibilidades:

Incineração

Quando o resíduo apresenta nível de risco elevado, a incineração controlada deve ser utilizada como solução final. A incineração elimina resíduos perigosos e contaminantes com segurança e reduz riscos ambientais e à saúde.

Muitos resíduos possuem tratamento complexo, tecnologicamente inviável ou não executável. Além disso, eles podem ser contaminantes, tóxicos e perigosos e nestes casos, é comum utilizar a incineração. Entre esses resíduos estão: resíduos de serviços de saúde (RSS), medicamentos e demais resíduos perigosos (NBR 10.004/2004).

Reciclagem

Como aponta o Ministério do Meio Ambiente, “a reciclagem é um conjunto de técnicas de reaproveitamento de materiais descartados, reintroduzindo-os no ciclo produtivo”.

Esse processo é uma alternativa de tratamento de resíduos sólidos muito vantajosa. A reciclagem reduz o consumo de recursos naturais e diminui o volume de lixo em lixões e aterros.

 Coprocessamento

Além da alta eficiência de destruição, com o coprocessamento os resíduos deixam de ser aterrados e ainda são usados para gerar calor. Um outro ponto muito importante, é que práticas como essa, diminuem a utilização de combustíveis fósseis.

Essas são algumas alternativas para a destinação final de resíduos que contribuem para o aterro zero, mas há uma série de outras possibilidades realizadas por empresas especializadas no assunto que ajudam seu negócio a ser mais sustentável.

 Aterro zero

Conheça algumas empresas que adotam práticas de aterro zero:
General Motors (GM)

A empresa busca a reciclagem de 100% dos resíduos industriais gerados por ela em seu processo produtivo com o programa Zero Aterro. A GM possui um forte compromisso com a sustentabilidade. Isso se reflete nos altos investimentos em tecnologia, ampliação de fábricas e desenvolvimento de produtos que visam a redução de seu impacto ambiental.

Todas as unidades da GM trabalham na destinação de resíduos orgânicos dos restaurantes para compostagem (geração de adubo). Ainda, por meio da gestão dos processos produtivos, de 2003 a 2011, a GM do Brasil obteve uma redução de 64% no consumo de água e 51% de energia por veículo produzido. A empresa também reduziu em 68%, nos últimos anos, a geração de resíduos não recicláveis – em quilo por veículo produzido.

Unilever

A Unilever é outra grande empresa que possui metas para reduzir seu impacto ambiental. A empresa possui um plano para reduzir pela metade o impacto ambiental de seus produtos até 2030. De 2008 a 2016, as fábricas do grupo Unilever no mundo todo, conseguiram evitar custos superiores a 700 milhões com a ajuda de medidas de ecoeficiência.

A Unilever também busca até em 2025 que todos os materiais plásticos sejam 100% recicláveis, reutilizáveis ou compostáveis.

Danone

A meta da Danone é reciclar 100% de suas embalagens até 2019, o que equivale a cerca de 70 mil toneladas em um ano. Iniciado em 2011, o plano de reciclagem da Danone conta com algumas parcerias. São elas: o Instituto Nenuca de Desenvolvimento Sustentável (Insea) e o Movimento Nacional dos Catadores e a Fundação Avina, que é voltada ao desenvolvimento sustentável.

Aterro zero

 

Viu só como o aterro zero é importante e quanta coisa legal pode ser feita em busca da sustentabilidade?

A Witzler preza pelo aterro zero e leva essa tendência em sua missão!

Para isso, a Witzler busca em todas as suas ações não comprometer o meio ambiente e o futuro das próximas gerações. Dessa forma, segue a Política Nacional de Resíduos Sólidos e acredita na importância de um correto e transparente tratamento de resíduos.

Aterro zero

Quer adotar o aterro zero na sua empresa? Entre em contato conosco!

*Unidade de tratamento de resíduos em Uberlândia – Rua João Ascindino da Costa 295 –  Telefone: (34) 3226 8772.

*Unidade de tratamento de resíduos em Bauru – Rua Iracema Cândida Posca 1-110, Distrito Industrial III – 17064864. – Telefone: (14) 3223-8722

Facebook

Instagram

 

Top