Coleta Seletiva: Saiba mais!

by Alana Gomes

Coleta Seletiva: Saiba mais!

by Alana Gomes

by Alana Gomes

A coleta seletiva consiste na forma diferenciada de coletar resíduos que, previamente, foram separados segundo a sua constituição ou composição.

Na coleta seletiva, os resíduos com características parecidas são selecionados pelo gerador, que pode ser o cidadão, empresas ou outra instituição e são disponibilizados para a coleta separadamente.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, a coleta seletiva é uma obrigação dos municípios disposta pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). A PNRS indica que as metas referentes a esse tipo de coleta, fazem parte do conteúdo mínimo que deve constar no plano de gestão integrada de resíduos sólidos dos municípios.

Coleta seletiva

O Brasil gera cerca de 80 milhões de toneladas de rejeitos por ano, esse número é ainda mais agravante se pensarmos que, 85% dos brasileiros não possuem acesso à coleta seletiva.   De acordo com um estudo encomendado pelo Cempre (Compromisso Empresarial para a Reciclagem) de 2016, quase 170 milhões de brasileiros não são atendidos pela coleta seletiva em suas cidades.

“A maior dificuldade encontrada, tanto na gestão de resíduos quanto na coleta seletiva, é a conscientização.  As pessoas ainda não possuem a consciência de que a maioria dos materiais são recicláveis e precisam ser acondicionados separadamente”.  Indica Núbia Bueno, que atua na área comercial da Witzler Soluções Ambientais e tem mais de 10 anos de experiência na gestão de resíduos para pequenos e grandes geradores.

Para Núbia, a falta de consciência e de hábitos de separação do lixo são os principais problemas que prefeituras e empresas especializadas na gestão de resíduos precisam enfrentar. Hábitos simples, como por exemplo, separar as embalagens de plástico do lixo orgânico, já são muito importantes para facilitar o processo de coleta e de reciclagem.  Núbia ainda indica que, “Hoje, 90% do lixo, basicamente, é reciclável ou reutilizável. Até o copinho plástico que usamos para tomar café é reciclável. O que falta é a separação”.

Por que separar os resíduos?

Separar os resíduos é fundamental pois cada resíduo possui um processo próprio de reciclagem. Os resíduos quando são misturados, dificultam o processo de reciclagem, deixando-o mais caro e até inviabilizando que ele aconteça. Como indica o Ministério do Meio Ambiente, o processo industrial de reciclagem de uma lata de alumínio, por exemplo, é diferente da reciclagem de uma caixa de papelão, por isso esses materiais precisam ser separados.

Os resíduos, geralmente são compostos por: resíduos secos recicláveis, rejeitos e resíduos orgânicos. Você sabe a diferença entre eles?

A Witzler te ajuda:

Os resíduos recicláveis secos são compostos, principalmente, por metais (aço e alumínio), papel, papelão, e diversos tipos de plásticos e vidro.

Os resíduos orgânicos, são compostos por alimentos (frutas, verduras, restos de cereais, carnes etc) e resíduos de jardim, como por exemplo, folhas e galhos secos.

Os rejeitos, são os resíduos não recicláveis. Eles são compostos por resíduos de banheiros (fraldas, absorventes, cotonetes que já foram utilizados).

Com a coleta Seletiva, os resíduos são coletados e levados até centrais de separação. Nessas centrais, eles são separados de acordo com sua composição e após isso, podem ser levados para empresas que realizam a reciclagem ou outros processos de destinação correta, como a compostagem, em que o lixo orgânico transforma-se em adubo.

A importância da coleta seletiva

A coleta seletiva é muito importante para a sociedade e para o meio ambiente. Ela é fonte de renda para milhões de pessoas e faz a economia girar, através de processos como a reciclagem e a reutilização de materiais que iriam para o lixo. Além disso, a coleta seletiva leva muitos benefícios para o meio ambiente, como a diminuição da poluição dos solos e rios e a preservação de animais.

Fique atento!

Você já deve ter visto em empresas e locais públicos latões de lixo coloridas, não é? Eles servem para facilitar a coleta seletiva e a reciclagem. Cada cor, representa um tipo de lixo, por isso é importante que você fique atento e além de separar o lixo em sua casa, comece a jogá-lo nos locais corretos em ambientes públicos.

Coleta Seletiva

  • Amarelo: Metal
  • Verde: Vidro
  • Azul: Papel
  • Vermelho: Plástico
  • Marrom: Orgânico

Estas cores são geralmente utilizadas, junto com os símbolos de reciclagem, nos recipientes destinados à coleta dos materiais.

Viu como é simples colaborar com a melhoria do meio ambiente? Basta separar seus resíduos que empresas e órgãos responsáveis realizam todos os outros processos.

Ministério de Meio Ambiente

Precisa de ajuda para implantar a coleta seletiva em sua empresa? Quer saber mais sobre o assunto?

Entre em contato!

*Unidade de tratamento de resíduos em Uberlândia – Rua João Ascindino da Costa 295 –  Telefone: (34) 3226 8772.

*Unidade de tratamento de resíduos em Bauru – Rua Iracema Cândida Posca 1-110, Distrito Industrial III – 17064864. – Telefone: (14) 3223-8722

Facebook

Instagram

Top