Saiba a importância da destinação correta dos resíduos de saúde e entenda processos como a autoclavegem e a incineração.

GESTÃO DE RESÍDUOS DE SAÚDE

by Alana Gomes

Saiba a importância da destinação correta dos resíduos de saúde e entenda processos como a autoclavegem e a incineração.

GESTÃO DE RESÍDUOS DE SAÚDE

by Alana Gomes

by Alana Gomes

Todos os segmentos da sociedade geram resíduos, com o setor da saúde isso não é diferente. Ao realizar suas atividades, farmácias, hospitais, laboratórios, clínicas etc, produzem resíduos de saúde que, precisam de cuidados específicos.

Os resíduos de saúde, na maioria das vezes, são infecciosos e podem causar danos ao meio ambiente e à saúde. Diante disso, há legislações específicas que regulam sua gestão e processos que facilitam a destinação ambientalmente correta.

Resíduos de saúde

COMO GERIR OS RESÍDUOS DE SAÚDE?

A Resolução da Diretoria Colegiada, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária/ANVISA de 2004, dá diretrizes para o gerenciamento dos resíduos de serviços de saúde. Ela propõe um conjunto de procedimentos de gestão que buscam minimizar a produção dos resíduos de saúde e fazer com os que já foram gerados, tenham uma destinação correta. Essa resolução ainda busca proteger os trabalhadores que lidam diretamente com esses materiais e o meio ambiente.

Com ela, há também uma classificação dos resíduos de saúde. A partir disso, é estabelecido qual devido gerenciamento a ser dado para cada um. Conheça a classificação segundo o site da câmara dos deputados:

  • Grupo A: resíduos com a possível presença de agentes biológicos que, por suas características, podem apresentar risco de infecção.
  • Grupo B: resíduos contendo substâncias químicas que podem apresentar risco à saúde pública ou ao meio ambiente.
  • Grupo C: resíduos contaminados com radionuclídeos, provenientes de laboratório de análises clínicas, serviços de medicina nuclear e radioterapia.
  • Grupo D: resíduos que não apresentem risco biológico, químico ou radiológico à saúde ou ao meio ambiente, podendo ser equiparados aos resíduos domiciliares.
  • Grupo E: materiais perfurocortantes ou escarificantes, tais como agulhas e lâminas de vidro, contaminados ou não.

Devido à alta periculosidade desse tipo de resíduo, ele não pode ser destinado ao lixo comum. Os resíduos de saúde devem passar por processos que começam nos locais em que foram gerados e que vão até a descontaminação  e destinação final desse material.

Segundo a Fio Cruz, “O gerenciamento inicia pelo planejamento dos recursos físicos e dos recursos materiais necessários, culminando na capacitação dos recursos humanos envolvidos. Todo laboratório gerador deve elaborar um Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde – PGRSS, baseado nas características dos resíduos gerados.”

A partir disso, o manejo dos resíduos é uma etapa fundamental para o bom gerenciamento. Através dele, aspectos intra e extra estabelecimento são levados em conta para que os resíduos de saúde não contaminem nenhum organismo.

Resíduos de saúde

 

MANEJO DOS RESÍDUOS DE SAÚDE

Conheça as etapas do manejo dos resíduos de saúde segundo a Fio Cruz:

  • Segregação: Separação dos resíduos no momento e local em que foram gerados de acordo com suas características e riscos.
  • Acondicionamento: Embalagem dos resíduos em recipientes impermeáveis e que evitem vazamentos. Esse processo deve levar em conta as especificações de armazenamento da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).
  • Identificação: Identificação dos tipos de resíduos contidos nos recipientes de forma que a visualização seja clara, utilizando símbolos e cores que atendam os padrões da ABNT. Cada grupo de resíduos que citamos acima (A, B, C, D e E) possui símbolos específicos que indicam sua periculosidade
  • Transporte interno: Translado dos resíduos de onde eles foram gerados para o local de armazenamento temporário. Nesse transporte tudo deve ser controlado.
  • Armazenamento temporário: É o armazenamento temporário dos resíduos já condicionados.
  • Tratamento:  Descontaminação dos resíduos no local de geração, a fim de modificar as características químicas, físicas ou biológicas dos resíduos.
  • Armazenamento externo: Armazenamento dos recipientes em local seguro até que a coleta seja realizada.
  • Coleta e transporte externos: Consistem na remoção dos resíduos até a unidade de tratamento ou disposição final.
  • Disposição final: Disposição final dos resíduos atendendo as leis vigentes.

Todos esses cuidados são fundamentais para que os resíduos de saúde não se tornem um problema para a sociedade e para o meio ambiente.

O tratamento dos resíduos de saúde é de extrema importância, pois consiste na descontaminação desses materiais, através de meios e etapas que necessitam ser realizadas em locais seguros. Dois bons exemplos de processos que possibilitam a descontaminação desses resíduos são a autoclavagem e a incineração. Vamos conhecê-los!

AUTOCLAVAGEM

A autoclavegem é um processo muito utilizado na gestão dos resíduos de saúde. Ela é utilizada para a esterilização e consiste em manter o material contaminado em contato com um vapor de água em temperatura elevada, por um período de tempo suficiente para eliminar todos os agentes contaminantes.

De acordo com o site ponto ciência, o aparelho de autoclave é formado por um cilindro metálico resistente, vertical ou horizontal, onde geralmente fica a resistência que aquecerá a água. Ele possui uma tampa que apresenta parafusos de orelhas e permite fechá-la hermeticamente. Em cima da tampa estão a válvulas de segurança e de ar. O aparelho também apresenta uma chave de comando para controlar temperatura e um registro indicador de temperatura e pressão.

resíduos de saúde

Aparelho de autoclavagem

Segundo a Fio Cruz, a autoclavagem é composta pelas seguintes etapas:

– Pre- vácuo

– Admissão de vapor

– Esterelização

– Exaustão lenta

– Arrefecimento da carga

– Descarga do condensado

A autoclavagem pode ser também utilizada na descontaminação de roupas e instrumentos médicos e cirúrgicos e em diversos materiais, reutilizáveis ou descartáveis, contaminados lavados ou colocados no lixo.

resíduos de saúde

Aparelho de autoclavagem

 

 

INCINERAÇÃO

Os resíduos de serviço de saúde, muitas vezes, requerem tratamento complexo e que despende gastos exorbitantes e alta tecnologia. A incineração surge como uma boa alternativa nesse cenário, pois através desse procedimento os riscos de contaminação que os resíduos possuem podem ser eliminados.

A incineração elimina resíduos perigosos e contaminantes com segurança. Ela é um processo de eliminação de resíduos perigosos ou contaminantes, classificados conforme a resolução CONAMA nº5/93. Esta técnica consiste na queima controlada dos resíduos e é uma destinação final regulamentada e prevista na Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Os resíduos encaminhados para incineração são considerados perigosos pela NBR 10.004/2004. É importante que ao optar por esse método, seu empreendimento verifique se a empresa escolhida para a gestão de resíduos possui certificações e trabalha de acordo com as leis ambientais.

A destinação de resíduos críticos e contaminantes precisa ser executada com monitoramento, rastreabilidade e corpo técnico especializado.

resíduos de saúde

Aparelho incinerador de resíduos

 

“A autoclave é um processo para esterilizar resíduos contaminados em contato com um vapor de água em temperatura elevada. Enquanto que a incineração é um processo de redução de peso, de volume e de características de periculosidade dos resíduos”. Afirma Neida Arantes, Engenheira Química e Direto da Projeto da Witzler Soluções Ambientais.

A autoclavagem e a incineração são duas boas alternativas na gestão eficaz dos resíduos de saúde. Elas colaboram para que resíduos perigosos e contaminantes não sejam destinados para aterros ou para locais em que não receberão o devido tratamento.

Descartar corretamente é seguir as diretrizes da Política Nacional de Resíduos Sólidos, instituída pelo Governo Federal. Cada tipo de resíduo possui uma forma destinação adequado, inclusive os resíduos de saúde. A Witzler, com base na sustentabilidade, entende a importância da gestão correta de todos os tipos de resíduos e busca cuidar do meio ambiente e da sociedade.

resíduos de saúde

Quer saber mais sobre a gestão de resíduos? Quer conhecer as soluções que a Witzler oferece? Entre em contato conosco!

Rua Iracema Cândida Posca 1-110, Distrito Industrial III
17064864 Bauru

(14) 3223-8722

Facebook:https://www.facebook.com/wrecicla/

 

Top